top of page
  • Foto do escritorMarketing Intelliway

Desafio do Design e a Arquitetura de Sistemas no ambiente de tecnologia

Atualizado: 10 de mar. de 2023

A arquitetura de software é um conceito de fácil compreensão e que a maioria dos engenheiros entende de modo intuitivo, especialmente quando se tem um pouco de experiência. No entanto, é difícil defini-lo com precisão. Em particular, é difícil desenhar uma linha bem definida entre o design e a arquitetura - a arquitetura é um aspecto do design que se concentra em alguns recursos específicos.


De forma geral, a arquitetura de sistemas ou arquitetura de software é um quadro geral que contém os requisitos mais amplos do projeto. E sem a arquitetura de software não é possível seguir para a definição do design de software.


Depois disso, então, você pode começar a desenhar de fato o sistema que quer criar. Esse é o design de software que ajuda a visualizar os pequenos detalhes que precisam ser realizados para que o projeto tenha sucesso.

Diferente da arquitetura de software, na etapa de design de software você vai avaliar os componentes individualmente e a relação entre eles.


Se você quer entender de forma mais profunda sobre esse assunto, siga a leitura do artigo e se surpreenda com tudo o que existe nessas áreas para a entrega de um projeto de qualidade.


Diferenças entre design e arquitetura de software


Tanto o design quanto a arquitetura de sistemas envolve uma série de atividades e profissionais para que seus resultados aconteçam. Porém, cada um é diferente e acontece em momentos diferentes de um projeto de desenvolvimento de software.


Um sistema, na verdade, não é somente um fluxo de dados e informações utilizando uma interface amigável com o usuário. O sistema também considera as pessoas, os dispositivos, os processos e a forma como tudo isso se comunica de forma eficiente.

Para manter tudo isso organizado e encontrar as soluções para os problemas, é preciso ter um design de software.


Da mesma forma, também é preciso ter as estruturas do projeto bem organizadas. E a área que garante isso é a arquitetura de software e seus profissionais capacitados.

Portanto, a arquitetura de sistemas é uma descrição de como um sistema pode executar as tarefas que são esperadas. Para fazer isso se tornar realidade, existem diferentes estilos arquiteturais e padrões que devem ser seguidos.


Assim, o arquiteto de softwares é um profissional indispensável para este tipo de projeto. Na sequência deste artigo esses pontos ficarão mais claros.


Design de software: O que é e quais os benefícios


O design de software é importante para direcionar a equipe que vai realizar um projeto. Ele é um planejamento que proporciona instruções precisas para que o projeto se mantenha organizado.


Nesse sentido, existem alguns benefícios importantes do design de software, como os listados a seguir.


Reduzir as incertezas

Com o design bem feito é possível antecipar problemas e já pensar nas soluções deles antes mesmo de colocar o projeto em prática.


Dessa forma fica mais fácil gerenciar a incerteza que o desenvolvimento de um novo software causa.


Implementar corretamente

A implementação de um projeto é muito importante, e com o design de software feito você tem mais tranquilidade para executar as tarefas necessárias.


Para ter uma boa fase de implementação você deve ter bem claro os requisitos para que tudo funcione bem, e então executar esse planejamento com o mínimo de interferências possível.


Definir a construção do software

Na etapa de design é preciso escrever todos os detalhes da construção do software, para que seja possível executar corretamente o projeto.


Com isso feito, o restante do trabalho fica bastante claro e cada profissional consegue entender melhor suas tarefas e responsabilidades.


Visualizar o resultado final

Uma equipe se mantem motivada quando os resultados são visíveis, e através do design de software isso é possível. Dessa forma há mais consistência no trabalho, o que consequentemente resulta em mais produtividade.


Facilitar a implementação da arquitetura de software

Por último, mas não menos importante, um bom design de software auxilia na hora de implementar a arquitetura de sistemas. Afinal, com a clareza dos detalhes é possível ter uma estrutura abrangente o suficiente para colocar tudo em prática.


A importância da Arquitetura de Software


Diferente do design, a arquitetura de sistemas traz os fundamentos estruturais do software. É o que comunica os elementos essenciais na construção dos módulos do software em questão.


Dentro da arquitetura de software temos a etapa de planejamento, também conhecida como early design step. Nesse momento é preciso ter todos os requisitos já especificados, para que a estrutura seja criada.


Com o planejamento arquitetural bem feito o sistema é capaz de funcionar sem apresentar problemas de implementação.


Contudo, ainda que o objetivo seja um projeto sem problemas, é preciso levar em consideração as possíveis falhas do sistema.


Nesse sentido, a arquitetura é o primeiro passo para resolver os problemas e mitigar riscos antes mesmo que aconteçam. Além disso, quando a etapa de planejamento arquitetural acontece de forma satisfatória, fica muito mais fácil fazer manutenções e adicionar funcionalidades ao sistema.


Outra vantagem importante é a redução de custos e impactos, pois os riscos e problemas estão sob controle.


O que são trade-offs e qual o impacto em um projeto


Um trade-off acontece quando algum objetivo arquitetural prejudica outro. Nesses momentos, é essencial ter uma ótima arquitetura de software para que os problemas sejam solucionados de forma rápida.


Para tomar as melhores decisões, é preciso considerar os prós e contras de cada possibilidade. Quem faz isso é o arquiteto de software, que conhece a arquitetura do sistema e é capaz de chegar a uma conclusão para eliminar o trade-off.


Estilos arquiteturais


Dentro da arquitetura de software existem diversos tipos de estilos arquiteturais, que servem para caracterizar um software conforme algum aspecto específico.


Quando alguém escolhe um estilo arquitetural o objetivo é identificar como as camadas e módulos vão se comunicar. Além de existirem estilos arquiteturais individuais, é possível combinar mais de um estilo e criar estilos híbridos também.


Dentre os diversos estilos, é possível citar cinco grandes grupos: structure, shared memory, messaging styles, adaptive systems e distributed systems.


Quando um estilo está em uso, existe um certo esforço para solucionar determinados gargalos. Em alguns casos o foco está em segurança, enquanto outros focam em oferecer respostas em tempo real.


Por isso que é importante determinar bem os requisitos na hora de construir a arquitetura de software. Afinal, a escolha do estilo está diretamente ligada a esses requisitos que foram definidos anteriormente.


Finalmente, além dos estilos, também existem os padrões arquiteturais, que serão mencionados a seguir. Os padrões explicam como um objeto deve ser construído, considerando contextos comuns e com objetivo de encontrar um equilíbrio entre custos e benefícios.


Padrões arquiteturais


Dentro da arquitetura de sistemas temos alguns padrões que auxiliam na hora de colocar os projetos em prática. Confira a seguir os padrões mais comuns.


Microsservices (micros-serviços)

Esse é o padrão de arquitetura de software mais conhecido, e é utilizado pela Amazon e pela Netflix.


Esse padrão trabalha com serviços modulares que são pequenos e independentes um do outro. Cada um dos serviços resolverá um problema ou executará uma tarefa específica.


Serverless

Esse padrão de arquitetura de software fala sobre a solução de aplicativos que dependem de serviços de terceiros para fazer o seu gerenciamento.


Quando você trabalha sem servidores, você economiza tempo pois não precisa corrigir os erros regulares que acontecem na utilização dessas estruturas.


Orientada a eventos

Por fim, uma arquitetura de software orientada a eventos permite que se uma parte do sistema for acionada, e esta for interessante para uma outra parte, um alerta seja enviado ou alguma ação executada.


Em um exemplo prático, quando uma compra é realizada em um software, a parte do sistema que é relacionada ao fornecedor daquele material fica em alerta. Afinal, por causa da compra é possível que o estoque fique reduzido e uma ação de compra de material seja necessária.


A importância do design de software e da arquitetura de software


Existem muitos aspectos que devem ser considerados na criação de um projeto de software. Dois pontos indispensáveis foram tratados neste artigo: design de software e arquitetura de software.


As empresas precisam ficar atentas a toda essa estrutura e organização, para que os projetos sejam mais eficientes e entreguem a qualidade esperada.


Para isso, profissionais capacitados precisam ser contratados, como o arquiteto de softwares. Esses profissionais garantem que os projetos caminhem para o sentido correto e para satisfação de todos os envolvidos.


E então, pronto para encarar os desafios e as oportunidades em 2023, entendendo esses conceitos de arquitetura e design de software?


Aproveite para conversar com o time de especialistas da Intelliway e se preparar para o mercado nesse ano:




281 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page